FAQ

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES

CLIQUE SOBRE A PERGUNTA PARA VER A RESPOSTA!

1 - CONSTELAÇÃO EM GRUPO OU INDIVIDUAL? QUAL A MELHOR?

A Constelação familiar pode ser realizada tanto em grupo quanto individualmente. São duas formas diferentes de constelar porém, igualmente eficazes.

Na forma individual é agendado um horário onde o terapeuta utilizará bonecos ou outros recursos, conforme seja necessário, ajudando você a perceber as dinâmicas familiares que estão afetando sua vida no momento atual. O terapeuta então, fará as intervenções pertinentes conforme aquilo que se mostra na constelação.

Já na constelação em grupo teremos pessoas para representar os membros de sua família através de um processo fenomenológico, que permite a conexão com o inconsciente coletivo familiar. Através de uma dramatização pode-se olhar para a história por trás da sua questão. Os representantes entram em contato com as memórias da família e sentem-se e agem como se fossem a própria pessoa que representam. Esse fenômeno de “entrar no campo” irá mostrar uma cena do passado, exatamente onde há algo pesado que ainda não foi reconhecido, liberado e, enfim, resolvido.
Podem aparecer histórias que conscientemente você não lembrava ou às vezes nem tinha conhecimento. É importante dizer que mesmo sendo em grupo, a sua questão e tudo o que aparece na sua constelação é tratado de forma sigilosa. O grupo não fica sabendo do que se trata. A história/situação não é exposta aos participantes.

Temos encontros semanais onde você pode vir assistir e tirar suas dúvidas.

2 - Na constelação COM REPRESENTANTES tenho que expor meu problema para o grupo?

Não. Muitas pessoas têm receio de participar da Constelação em grupo achando que terão que contar sua história e seus problemas para todos. Na verdade, isso não acontece. Para constelar o cliente traz o seu tema apenas para o facilitador da sua constelação. Sua questão é sigilosa, apenas você e o terapeuta saberão. Os representantes irão ajudar em sua constelação sem saber, na maioria das vezes, até mesmo quem estão representando. Apenas alguns poucos papéis são revelados como o papel dos pais ou filhos. A intenção desse sigilo é preservar sua privacidade e também garantir que os representantes não sejam influenciados pela história que ouviram ou pelo conhecimento de quem estão representando. Quanto menos soubermos melhor para sua constelação.

3 - É preciso uma sessão antes da constelação em grupo para que O CONSTELADOR POSSA CONHECER A MINHA HISTÓRIA?

Não. Na constelação em grupo quanto menos o facilitador souber, melhor. Assim, não há interferências através de interpretações e “achismos” por parte do constelador. Através do processo fenomenológico, deixamos o campo mostrar a verdadeira história, o conflito ou situação por trás da questão trazida para constelar. Vamos olhar para aquilo que não sabemos sobre a família.

Já na constelação individual, muitas vezes podemos, através da fala, elucidar certas questões familiares e nos abrir para um novo olhar, buscando uma solução sistêmica, em sintonia com a vida.

4 - Os pais podem constelar pelos filhos?

Essa é uma questão trazida por muitas pessoas. Quando os filhos são crianças ou adolescentes suas dificuldades apontam para algum desafio que os pais enfrentam e para o qual não estão conseguindo olhar. Aquilo que os pais não resolvem os filhos mostram, através de sintomas e doenças, dificuldades na escola ou na convivência. As crianças revelam os conflitos e sofrimentos dos pais através dos sintomas. Por isso, quando os pais buscam constelação para seus filhos, na verdade estão apenas tomando de volta para si a responsabilidade que lhes cabe sobre a raiz da quetão. Esses pais, estão se permitindo olhar para o que, até esse momento, não conseguiram lidar.

Mesmo quando os filhos já são adultos, observamos que muitas das suas questões tiveram origem na infância, com relação a algo que os pais não conseguiram olhar na época, ou em dinâmicas familiares ocultas e que podem ter atravessado gerações dessa família. Sendo assim, mesmo quando adultos, a origem das questões manifestadas nos filhos pode ser transgeracional.

A constelação jamais objetiva influenciar ou manipular o destino do filho de acordo com o desejo dos pais, muito pelo contrário, irá libertá-los de possíveis transferências e cargas transgeracionais destrutivas. Sempre que um pai ou mãe constelam para seus filhos, independente da idade, acabam olhando para suas próprias questões. Na maioria dos casos sequer imaginavam que tais histórias estivessem pesando nos ombros dos filhos. Esses pais, geralmente, sentem após a constelação um alívio e, podem experimentar o auto-perdão, aliviando as culpas do passado que estavam assombrando o destino da família. Quando os pais olham para as suas questões, liberam os filhos para suas próprias vidas. A vida flui mais leve para todos.

5 - PARA CONSTELAR MEU CASAMENTO É PRECISO QUE Meu marido/esposa ESTEJA PRESENTE?

Sim e não. Um casamento é composto por duas pessoas, sendo assim, há muito mais força quando as duas partes desejam olhar para uma solução e buscam juntos uma constelação. Essa é, sem dúvidas, a melhor opção. Olhamos para os sistemas de ambos numa mesma constelação.

No entanto, muitas vezes, apenas uma das partes busca ajuda para a relação. Nesse caso, constelaremos a sua relação com seu parceiro(a), as possíveis transferências, lealdades invisíveis e outras dinâmicas familiares ocultas que podem estar influenciando seu casamento. Olharemos para a relação como um todo e assim, dentro do sistema, algo se libera.

6 - Posso constelar por outros membros da famíliA?

Depende. Caso o seu familiar queira constelar mas não possa comparecer é indicado que se faça uma constelação à distância, onde o próprio familiar possa, se inteirar dos movimentos da sua constelação. No entanto, há situações em que a pessoa não está em condições de responder por si mesma, por exemplo se estiver hospitalizada, ou possuir alguma doença que a impossibilite. Dentro dessas circunstâncias, pode o familiar interessado buscar uma constelação e acessamos o campo familiar até onde não fira as ordens do amor ou princípios sistêmicos que regem as relações.

Caso o familiar não queira uma intervenção terapêutica ou não conheça a Constelação Familiar, é preciso respeitar sua vontade. Nesses casos, podemos também constelar a relação entre o que procura ajuda e o familiar ao qual se deseja ajudar. Por exemplo, digamos que você queira muito ajudar um primo ou uma irmã, mas essa pessoa, não aceita ajuda terapêutica neste momento. Podemos colocar uma constelação para olhar a sua relação com a pessoa em questão, perceber as ressonâncias e encontrar, à partir daí, um bom lugar na relação de ajuda, numa posição de força e equilíbrio.

7 - Qual o benefício que a Constelação Familiar pode trazer pAra A minha vida?

Diversos são os benefícios que a Constelação pode lhe oferecer. A Constelação irá ajudá-lo a lidar com os seus desafios pessoais, a olhar para a sua história e atuar na vida de uma posição mais forte e centrada. A Constelação poderá, assim, ajudá-lo a se liberar de padrões familiares destrutivos, comportamentos limitantes, a resolver conflitos familiares e em todas as suas relações, ajudá-lo a encontrar sua missão de vida e seu lugar no mundo, a curar sintomas na saúde e em todas as áreas da sua vida. Isso acontece através da tomada de consciência daquilo que é essencial e que lhe dá força para tomar a sua vida. Através da constelação, o campo familiar, encontra espaço para um processo de catarses e consequente liberação de memórias transgeracionais, emoções tóxicas adotadas através do vínculo familiar. Ao encontrar seu lugar em sua família, você naturalmente encontrará também seu lugar no mundo, refletindo positivamente na esfera das relações e até mesmo na esfera profissional, no sucesso e na carreira.

8 - Quanto tempo dura uma constelação em grupo?

Uma constelação pode durar de poucos minutos à, algumas vezes, mais de uma hora de duração. O término da constelação não é determinado pelo relógio. A constelação dura o tempo necessário até que os movimentos apresentados pelo campo sejam concluídos. O constelador não determina nem controla esse tempo. Geralmente as constelações com representantes, acontece em encontros com 3 horas de duração, onde realizamos uma palestra introdutória e as constelações previamente agendadas.

9 - Quanto tempo dura uma constelação individual?

Uma Constelação pode durar de poucos minutos à, algumas vezes, mais de uma hora de duração. Porém, para a constelação individual reservamos uma hora para sua sessão e incluímos nesse tempo uma conversa sobre suas percepções, queixas e também a limpeza de emoções negativas como raiva, mágoas, tristeza, culpa, entre outras. Para isso utilizamos técnicas de liberação emocional como a EFT, PNL entre outras, incluindo, além da constelação, um processo terapêutico mais completo.

10 - GESTANTES podem constelar?

Sim, grávidas podem constelar seus temas, porém, não é recomendado que participem como representantes devido às fortes emoções que podem despontar no campo através do processo fenomenológico.

11 - QUE TEMAS PODEM SER TRATADOS NUMA CONSTELAÇÃO?

Tema ou questão é o problema ou desafio que você deseja curar em sua vida. Os temas mais comuns são voltados a dificuldades nos relacionamentos, crises profissionais ou financeiras, infertilidade ou dificuldades para engravidar, vícios, depressão, sintomas e doenças, conflitos familiares, questões judiciais, dificuldades no processo da aprendizagem, dificuldades escolares, conflitos em geral, padrões de sofrimento que se repetem na família, dificuldades para tomar decisões, empresas em crise, entre outros.
Também podemos constelar objetivos como o SUCESSO PROFISSIONAL, um RELACIONAMENTO HARMONIOSO, um EMPREGO NOVO, a PROSPERIDADE, ENCONTRAR A VOCAÇÃO, etc…

Quando temos vários temas a prioridade é sempre para aquele que mais mexe com sua vida e com suas emoções no momento atual. Outras vezes, também é possível constelar com o tema EM ABERTO, deixando que o inconsciente coletivo familiar mostre o que é prioritário para que você encontre seu lugar na família e no mundo. O sucesso é uma consequência de tomarmos nosso lugar na família. Em nosso lugar somos fortes.

 

12 - Quanto tempo leva para SE perceber um efeito após a constelação?

Cada caso é único. Há vezes que constelamos e sentimos um efeito no mesmo dia, outras vezes demora alguns dias, semanas ou meses para que percebamos algum movimento. Bert Hellinger, o criador da Constelação Familiar, diz que cada constelação pode ficar atuando em nosso campo familiar por até dois anos, ou mesmo por uma vida inteira. É portanto, um processo profundo, onde mexemos nas raízes, no subsolo das nossas questões e, às vezes o efeito só é percebido na superfície após um certo tempo. O constelador não possui controle algum sobre a duração de uma constelação e nem do tempo de seus resultados pois se trata de um movimento interno, que acontece à partir do cliente. A realidade é subjetiva e cada pessoa responde à sua maneira aos movimentos sistêmicos, ao que foi liberado e resolvido em seu sistema.

13 - Por que depois da minha Constelação não percebi nenhuma mudança?

Caso após sua constelação você não perceba a mudança esperada pode ser pelas seguintes razões: 1) antes de resolver a questão desejada é preciso olhar para algo, é preciso algum movimento de sua parte para que o resultado esperado possa surgir, como por exemplo, reconciliar-se com alguém ou mudar uma postura perante algo ou uma pessoa; 2) porque as memórias acessadas são profundas e a constelação atuou num nível do inconsciente coletivo familiar e o efeito na sua vida foi mais sutil a curto prazo, porém, a longo prazo pode significar uma cura em outras áreas da sua vida, olhando de uma maneira mais global a cura aconteceu. Por exemplo, a mãe que veio constelar uma doença sua, não percebe nenhuma mudança em sua saúde após a constelação, no entanto, percebe que as filhas melhoraram emocionalmente, ou melhoraram na escola, enfim, algum efeito ocorreu, mas de maneira indireta; 3) existem mudanças que nós mesmos demoramos a perceber, porém, outras pessoas podem ter notado alguma mudança em você. Em todo caso procure aprofundar seu autoconhecimento, para se perceber melhor e perceber em qual dessas situações você se encaixa.

14 - Funciona constelar à distância?

Sim. A Constelação acessa um campo de memórias não-local que independe da presença física do cliente no mesmo ambiente em que acontece a constelação. Mesmo sem estar presente as pessoas podem sentir o efeito da constelação através de mudanças graduais, simples ou significativas em suas vidas. As constelações promovem uma tomada de consciência das dinâmicas familiares ocultas e na liberação de conteúdos emocionais inconscientes. Os sistemas familiares são entidades vivas e dinâmicas e, quando um membro da família olha para a história dessa família, algo se amplia também para o sistema.

As constelações à distância podem ser realizadas de várias formas, entre elas através de representantes, de bonecos, desenhos, visualização, entre outros recursos disponíveis ao facilitador sistêmico.

15 - É normal ter sonhos ou sensações estranhas após minha constelação?

Sim. Como a Constelação atua nas memórias inconscientes individuais e familiares, esses conteúdos continuam sendo liberados após a Constelação. Isso pode acontecer através de sonhos estranhos ou sensações emocionais ou físicas diferentes das habituais. Esse processo chama-se CATARSE, que é um período de expurgo e limpeza interna. Algumas pessoas apresentam sintomas pós constelação como sonhos estranhos, vontade de chorar sem explicação, ou sintomas físicos como diarreia, dor de cabeça, gripe ou febre, entre outros. No entanto, esses sintomas duram no máximo alguns dias. Se isso ocorrer é o seu corpo colocando para fora coisas que não servem mais e que estavam atrapalhando sua vitalidade. A orientação é que deixe sair, mas não fique sofrendo. Caso a catarse seja forte você pode procurar alguma ajuda terapêutica, com o próprio facilitador ou com seu terapeuta, ou uma sessão de acupuntura, massagem, Reiki, microfisioterapia, terapia quântica, EFT ou outra que você conheça. Existem muitas ferramentas que podem ajudá-lo a passar por esse processo de purificação. É importante lembrar que nem sempre percebemos uma catarse com sintomas e a maioria das pessoas não a sente de maneira negativa. Porém, se ocorrer, é algo que você estava precisando colocar para fora e isso é libertador!

16 - Por que após representar na constelação de outra pessoa às vezes sinto algum mal-estar?

Quando representamos na Constelação de outra pessoa acabamos nos identificando com a história que se apresenta. Isso pode ocorrer de maneira consciente ou inconsciente. Quando isso acontece, as nossas próprias memórias que estavam encobertas no inconsciente, emergem, vêm à consciência. Ao entrarmos em contato com essas memórias, também podemos passar pelo processo catártico (catarse) com expurgos a nível físico ou emocional. Isso representa que você também está passando por um processo de cura. Participar de constelações de outras pessoas são, portanto, uma oportunidade para o nosso próprio autoconhecimento e crescimento pessoal.

17 - Após minha constelação devo investigar com meus familiares os fatos ocorridos no passado?

Não. Não é necessário que se faça essa investigação. Mesmo sem a confirmação dos fatos o resultado da constelação não será afetado.

18 - É normal não entender a história mostrada na constelação?

Algumas vezes isso pode acontecer. Pode ser que a história mostrada seja, por exemplo, um segredo de família, ou então, uma história muito antiga que não foi contada em sua geração. Os movimentos de reconhecimento e ordem são realizados durante a constelação mesmo que a história não seja conhecida conscientemente por quem está constelando, sem afetar o seu resultado benéfico.

19 - Constelação tem a ver com RELIGIÃO OU espiritismo?

Não. Constelação familiar não tem a ver com religião ou fenômenos espíritas. A Constelação utiliza do processo fenomenológico, onde ocorrem movimentos espontâneos presentes no campo familiar do cliente. Tanto é que nas constelações são representadas tanto pessoas já falecidas, quanto pessoas ainda vivas. O que aparece na constelação é uma memória mantida no inconsciente coletivo familiar. É como se assistíssemos a um filme de alguma época de nossas vidas, ou da história da nossa família. O fenômeno do “campo” tem sido muito estudado por diversas áreas do conhecimento, e pode ser melhor compreendido através de estudos como os da EPIGENÉTICA (medicina), da TEORIA DOS CAMPOS MORFOGENÉTICOS (biologia), e estudo dos NEURÔNIOS-ESPELHO (neurociência). Você pode saber mais lendo, por exemplo, artigos sobre as pesquisas do cientista Rupert Sheldrake que desenvolveu o estudo dos campos mórficos ou morfogenéticos. A ciência mostra que somos sensíveis a muito mais informações do que percebemos e que acessamos de forma inconsciente as dinâmicas ocultas do campo de memórias familiares e no inconsciente coletivo da humanidade. Essa sensibilidade faz parte das faculdades humanas e é algo natural, e não sobrenatural.

20 - É preciso acreditar no processo da constelação para ter resultadoS?

Não. O resultado da Constelação independe da crença no processo da Constelação. A única coisa que é requerida, é a disponibilidade da pessoa para olhar para sua história e para a mudança. Não é preciso acreditar na terapia, mas é preciso querer e estar disposto à mudança.
A experiência já nos mostrou diversas vezes que, mesmo quando a pessoa não acredita no processo da constelação ou em qualquer intervenção terapêutica, se ela se abre para um novo olhar, e se disponibiliza para uma mudança pessoal, muitas mudanças passam a acontecer em sua vida.

21 - O que é o campo?

O que chamamos de “campo” é o campo informacional familiar, um tipo de banco de dados invisível que todos temos. Nesse banco de dados estão todas as memórias da sua vida e da sua família. Mesmo aquelas memórias que você não se lembra conscientemente, ou aquelas que você nem sabe que existiram. Na Constelação o “campo” revela as memórias por trás do seu sintoma. Através da dramatização você poderá olhar, tomar consciência das memórias passadas que estão afetando sua vida no momento presente.

22 - Posso CONSTELAR enquanto faço outra terapia?

Sim. A Constelação apoia e favorece qualquer outra terapia que você esteja fazendo. Ela não tem a pretensão de substituir nenhum tipo de tratamento e não é recomendado que você pare nenhum tratamento de saúde para constelar. A busca por soluções através de diferentes abordagens amplifica as conexões positivas e acelera o processo de tomada de consciência tão essencial para o nosso desenvolvimento.

23 – Quantas vezes eu preciso constelar?

Cada constelação é única e revela aquilo que é prioritário no seu momento de vida. Sendo assim, não há um número certo ou obrigatório de constelações para cada pessoa. Cada um sente e decide o quanto for necessário para si. Por exemplo, você pode constelar uma questão relativa à sua saúde, e em outro momento, constelar sua vida profissional, um relacionamento, e assim por diante…

24 – Quantas vezes eu preciso ir aos encontros DE CONSTELAÇÃO?

Para constelar você só precisa participar no dia que sua constelação foi agendada. Caso não possa comparecer, sua constelação pode ser feita à distância. Você também pode participar como representante e irá se beneficiar das constelações de outras pessoas pois, por ressonância as memórias acessadas no campo do outro, permitem a você também acessar suas próprias memórias e curá-las. Você pode participar quantas vezes desejar. Os encontros abertos ao público são livres de obrigatoriedade, podendo cada um participar quando quiser.

25 – Quais os benefícios para os representantes?

Quem representa na constelação de outras pessoas também se beneficia! Através da história de outras pessoas, nós podemos aprender. Muitas vezes nos identificamos com o papel que fazemos e com isso podemos liberar conteúdos reprimidos em nosso inconsciente e enquanto ajudamos, também somos ajudados.

26 – Como os representantes sabem o que devem fazer na constelação?

Na verdade, ninguém nunca sabe o que deve fazer numa constelação. O processo de representação acontece de forma espontânea e não é guiado pelo conhecimento consciente, mas sim, pelos registros do inconsciente através de sensações corporais. Os representantes, sem saber quem estão representando, se conectam de maneira inconsciente com a pessoa que representam e apenas seguem os movimentos em seu corpo. É uma experiência de sentir como é estar no lugar do outro. Essa postura aberta, nos permite entrar em ressonância com os registros da pessoa que estamos representando. Por isso, os representantes sentem e agem como a pessoa que representam, mesmo sem conhecê-la.

27 – OS FILHOS PODEM CONSTELAR PELOS PAIS?

Muitos filhos entram em contato querendo ajudar seus pais através da Constelação. Muitas vezes já os ajudam de alguma maneira e trazem esse questionamento a respeito de se podem, ou não, constelar pelos pais. 
O estudo dos sistemas familiares, mostra que, quando um filho, tenta salvar os pais, ou tenta poupá-lo de algo inerente ao seu próprio destino, a vida deste filho entra em desordem. Quando um filho não aceita a condição dos pais e se sente motivado a mudar isso, ou se sente responsável pelo bem estar e felicidade dos pais, isso já demonstra uma inversão de posições na hierarquia familiar. Querer ajudar os pais, ou se envolver na forma como eles vivem as suas vidas, é uma inversão nas ordens do amor e que traz consequências para a vida dos filhos que se colocam nessa posição. Quando um filho tenta mudar o destino dos pais, aconselhá-los ou influenciá-los, está agindo como se fosse pai ou mãe dos próprios pais e essa é uma posição que não tem força. Então, não podemos mudar o destino dos pais de ninguém, mas podemos constelar a RELAÇÃO e posicionamento deste filho com os seus pais.

28 – Como os filhos podem ajudar os pais sem ferir o princípio da hierarquia?

Aqueles que já conhecem as Ordens do Amor, ou as Leis Sistêmicas muitas vezes perguntam como podem ajudar seus pais sem ferir o princípio da hierarquia, que é uma das leis sistêmicas, trazidas por Bert Hellinger, o criador das Constelações Familiares. Acontece que, em muitas famílias, ocorre alguma situação onde os pais, impossibilitados de cuidarem de si mesmos, necessitam da ajuda dos seus filhos.
Como lidar com isso? Os filhos, ao ajudar seus pais nessas condições, devem ajudar respeitando sua posição de filho, de pequeno, diante dos seus genitores.
Para identificar se alguém está ajudando os pais com respeito ao princípio da hierarquia, sugerimos 3 perguntas que podem trazer clareza sobre isso. São elas:

1) Quando ajudo meus pais me sinto maior do que eles?

2) Quando ajudo meus pais, interfiro nas escolhas e decisões deles?

3) Quando ajudo meus pais, é pesado para mim a ponto de eu ter que abrir mão das minhas coisas para isso?

Se você responder SIM para uma das 3 perguntas acima, certamente está havendo uma inversão na hierarquia familiar e isso precisa ser visto e ajustado para que você possa seguir ajudando seus pais, de uma posição forte e sem consequências dolorosas para você e seu sistema familiar.

Você pode ler mais sobre os princípios sistêmicos acessando a sessão sobre Constelações Sistêmicas em nosso site.

29 – POSSO CONSTELAR OS TEMAS DA MINHA EMPRESa?

As Constelações se aplicam a todos os sistemas, incluindo as empresas, que também estão sujeitas aos princípios sistêmicos e às forças que atuam nas partes que a compõem. Empresários podem constelar as questões de suas empresas para resgatar o essencial e a força para seus negócios. 

30 – SOU FUNCIONÁRIO(A), POSSO CONSTELAR OS TEMAS DA EMPRESa EM QUE TRABALHO?

As questões que envolvem as organizações, cabem somente aos sócios da empresa e somente estes podem trazer as questões para uma solução. Quando um funcionário, prestador de serviços ou servidor deseja constelar pela empresa, está passando por cima da hierarquia dos que estão acima da sua posição na empresa. Essa postura fere o princípio da hierarquia e traz consequências dolorosas para esta pessoa que deseja ajudar. O respeito aos princípios sistêmicos, permite que cada um flua na vida, com a força que lhe cabe e na posição que lhe cabe. As mesmas ordens do amor, ou leis sistêmicas que atuam nas famílias, atuam também nas empresas e em todos os sistemas.

31 – CRIANÇAS PODEM PARTICIPAR DE ENCONTROS DE CONSTELAÇÃO?

As questões dos adultos cabem aos adultos resolver. Bert Hellinger, o criador as Constelações afirmava que, para preservar as crianças, era indicado que participassem de encontros de constelação somente maiores de 16 anos. As crianças ainda não possuem estrutura psicológica para processar os conteúdos tóxicos e catarses que comumente se manifestam nas constelações. Muitas vezes são abordados assuntos pesados demais para as crianças. Levá-las para a constelação, seria envolvê-las novamente em dinâmicas às quais sofrerão para sair, em algum momento.

No entanto, existem trabalhos sistêmicos de constelação especialmente elaborados para o público infanto-juvenil. Esses trabalhos são desenvolvidos por profissionais competentes para trabalhar de uma forma muito especial com as crianças. Precisamos respeitar nossas crianças e criar um ambiente favorável para que possam se desenvolver com leveza, ao máximo possível.

 

FAQ 1

Ligue agora

Telefones:
  41 3779-1422
  41 9 8849-4006
  41 9 9934-9711

E-mail

   contato@viaself.com.br

Endereço:

   R. Dr. Manoel Pedro, 365, sala 1202 12º andar | Cabral | Curitiba | PR

ENtre em contato

12 + 6 =

Nossas Redes Sociais